Dicas de Fotografia

Como fotografar um Ensaio Gestante de dar inveja nos outros

24 Dica para Fotografar Gestantes!

Fotógrafos listam principais dicas para fotos perfeitas

A gestação, sem dúvidas, é uma das fases mais mágicas na vida de uma mulher. E a expectativa com a chegada do bebê geralmente vai crescendo na mesma proporção em que a barriga começa a se destacar!
A gravidez traz, para toda a família, um misto de sentimentos: alegria, insegurança, ansiedade, satisfação… Mas, especialmente para a mulher, oferece mudanças intensas, não só em sua aparência física, mas principalmente na sua forma de pensar e enxergar o mundo.

Por tudo isso, é mais do que natural que a futura mamãe queira registrar esta fase especial que está vivendo.

O ensaio gestante existe há muito tempo, porém, ainda causa certa insegurança em algumas pessoas. Isso porque, por um bom tempo, ele foi reduzido a fotos banais, sempre iguais, e, algumas vezes, até de mau gosto.

Ainda hoje, há muitos exemplos do que NÃO se deve fazer em um ensaio gestante! Porém, os bons ensaios ganham cada vez mais destaque, provenientes da experiência e do estudo dos melhores profissionais do mercado.

Resultando em trabalhos realmente bonitos, que, sem dúvidas, serão para sempre uma lembrança valiosa entre a família!

Para alguns fotógrafos, fazer fotos de grávidas é um grande desafio, especialmente para aqueles que estão começando… Exige sensibilidade, paciência, criatividade e muito bom gosto!

Pensando nisso, reunimos abaixo dicas e considerações valiosas de fotógrafos renomados que utilizam os serviços de edição da SpeedUpFlow e têm a expertise de realizar ensaios de gestantes maravilhosos em todo o mundo.

Top 24 Dicas para fotografar gestantes

Não há regras na hora de realizar um bom ensaio gestante, tudo depende muito do estilo do profissional e das particularidades da cliente, mas, os fotógrafos que utilizam os serviços de edição da SpeedUpFlow são unânimes nas considerações e dicas abaixo:

1. Quando fazer

A mulher que opta por um ensaio gestante certamente espera evidenciar a beleza da sua barriga. Por isso, o mais recomendado é que as fotos sejam feitas no sétimo mês de gravidez, quando o barrigão “já está à vista”, mas, ao mesmo tempo, a mulher já está menos “inchada”.

É essencial, sobretudo, que, para fazer o ensaio, a gestante esteja com a saúde “em ordem”, que não haja complicações na gravidez, risco de parto prematuro e nem limitações físicas, por exemplo. Caso contrário, além de poder prejudicar a gestação, o ensaio tende a ocorrer de forma não-natural e o resultado, com certeza, não será interessante!

 

2. A escolha do local

Qual o melhor lugar para fazer fotos de gestantes?! Os fotógrafos mais experientes são unânimes em dizer que não dá para definir um único tipo de local como “o mais indicado para um ensaio gestante”!

Tudo depende muito dos desejos da grávida e, também, do estilo do fotógrafo (que, certamente, poderá sugerir à sua cliente algumas ideias).

As opções são incontáveis: em casa, no estúdio, em um parque, na rua, em um cenário urbano, na praia e muito mais!

É muito legal quando a gestante escolhe fazer o ensaio em um local com significado especial para ela e seu parceiro: no espaço onde se casaram ou onde fizeram o pré-wedding, onde se conhecerem ou, quem sabe, até onde “encomendaram o bebê” (se foi numa viagem, por exemplo)!

Isso pode ser decidido numa boa conversa com os clientes… Às vezes eles nem tinham pensado em nada parecido, mas, em meio à conversa, surgem ótima ideias neste sentido de associar a gestação à história do casal!

 

 

3. Fotos em casa

Fazer as fotos na própria casa da gestante pode até parecer simples, mas costuma ser muito eficaz!

Dependendo da personalidade da grávida, só o fato de ela estar em casa a deixará muito mais à vontade e permitirá registros incríveis!

O ensaio gestante feito na casa da cliente também facilita a utilização de objetos do bebê que está para chegar na composição das fotos! É muito válido usar o próprio quartinho do bebê como cenário para algumas fotos (mas

não todas, é claro!).

Uma foto aparentemente simples feita dentro de casa, como, por exemplo, posicionar a gestante ao lado de uma janela, permite que “brinquemos com a luz” e alcancemos excelentes resultados.

 

4. Fotos em estúdio

Embora a ideia pareça – num primeiro momento – “básica”, fazer fotos da gestante em um estúdio costuma ser uma ótima opção!

As fotos em estúdio podem ganhar jogos de luzes e iluminação permitindo mil e uma possibilidades e resultando em registros incríveis.

Além disso, a escolha torna-se bem menos cansativa para a grávida – que precisará se movimentar muito pouco durante a sessão.

 

5. Fotos de gestantes ao ar livre

Embora as fotos feitas em casa ou em estúdio tenham suas particularidades, é inegável dizer que os ensaios ao ar livre são os que mais fazem sucesso!

Utilizar um cenário bonito e/ou especial para a gestante para evidenciar toda a beleza que existe em uma mulher grávida é simplesmente mágico! Além disso, permite uma infinidade de fotos lindas sem que sejam necessários muitos acessórios, poses…

Isso porque, muitas vezes, simplesmente a gestante de perfil, com um “plano de fundo lindíssimo”, possibilita fotos maravilhosas, sem que sejam necessárias grandes intervenções por parte do fotógrafo!

Um cenário com muito verde contrastando com a roupa clara da gestante, por exemplo, permite um registro lindo, clássico, mas que nunca será “clichê”.

E tem mais: a luz natural do ambiente costuma trazer muita personalidade aos registros. Cabe ao fotógrafo usar a sensibilidade e aproveitar o melhor do ambiente e das particularidades daquele dia!

 

 

6. Ensaio só com a gestante

Embora o mais tradicional seja fazer fotos da gestante juntamente com seu parceiro, nada impede que o ensaio seja somente da grávida!

Isso pode acontecer, por exemplo, se ela for solteira, ou se seu parceiro não quiser participar das fotos.

Neste caso, vale usar a criatividade para as fotos não ficarem básicas demais e/ou todas muito parecidas!

Usar e abusar das composições, evidenciar a beleza do ambiente, registrar as expressões da gestante, são algumas dicas essenciais para um bom ensaio especialmente neste caso (em que a grávida é a única estrela das fotos)!

 

7. Ensaio com o casal (clássico)

Este é, sem dúvidas, o formato mais tradicional… E faz todo o sentido: afinal, o bebê que está para chegar é fruto de uma união e, nada mais lindo do que ter fotos que mostram a beleza desta união, as expectativas dos futuros papais, além de, é claro, a beleza da gestante nesta fase especial da sua vida.

É essencial que o fotógrafo pense em registros que destaquem o relacionamento entre a mãe e o pai, até porque: trazer uma criança ao mundo é, sem dúvidas, a demonstração do amor entre um casal em sua forma mais pura!

Para garantir fotos de bom gosto neste sentido, é essencial conhecer o estilo do casal! Nem todo casal – por mais que se goste – é totalmente romântico e/ou adora “ficar grudadinho”. Nestes casos, força-los a fazer poses “desenhando um coração com as mãos”, por exemplo, pode ficar muito superficial. Mas, um registro do futuro papai colocando os sapatinhos do bebê sobre a barriga da mãe pode ser uma boa ideia!

Enfim, não há regras, mas é essencial ter uma boa conversa com o casal, reconhecer o estilo e as expectativas dele para, então, adaptar tudo isso à sua forma de trabalho.

 

8. Fotos de gestantes com a família

Quando a gestante já tem outro(s) filho(s), é muito válido incluí-lo(s) no ensaio! Quando a sessão de fotos ganha a presença de uma ou mais crianças, as possibilidades de registros se multiplicam de forma muito natural!

Vale fazer fotos clássicas com a presença de todos, mas é muito importante também se concentrar na interação entre os membros! Claro que a gestante deve continuar sendo o “centro das atenções”… Que tal registrar a forma como o filho mais velho olha para a mãe enquanto se posiciona para tocar na barriga dela? Ou ainda, a maneira como ela observa o(s) filho(s) e o marido se aproximando para fazer a próxima pose ao lado dela?

Um detalhe: a foto da filha mais velha escutando a barriga da mãe, por mais clássica que seja, tem todo seu valor… E nunca será igual a outra se o fotográfo tiver a sensibilidade de retratar as características daquela filha e daquela mãe, através do olhar, da forma como se tocam e sorriem!

São inúmeras as possibilidades para se mostrar a interação entre uma família e a espera pelo novo membro!

É válido ainda deixar os pais e/ou os sogros da gestante participarem de algumas fotos. Mas essa ideia deve partir da gestante! Caso contrário, o ensaio poderá ficar muito superficial, além de cansativo para ela!

 

9. Ensaio gestante com animais de estimação

Os animais de estimação, especialmente cães e gatos, têm ganhado cada vez mais espaço nos ensaios (não só de gestantes, mas em todos que envolvem a família).

Com a presença de um animal, os resultados são excelentes, permitindo um ar mais descontraído (sem deixar de ser natural) ao ensaio!

Mas, é claro, o desafio para o fotógrafo neste caso é grande! Afinal, animais não atendem aos pedidos para fazer determinadas poses. É preciso paciência e “jogo de cintura” para posicioná-los da melhor forma… Porém, o risco de fotos “forçadas” é praticamente nulo! Afinal, animais são pura espontaneidade, transmitem sentimentos simplesmente na forma como se posicionam ao lado e olham para seus donos!

Você já reparou que muitas fotos de gestante deixam de ser “bregas” e/ou clichês simplesmente devido à presença de um cãozinho?!

Se vale a pena fotografar a gestante com seu pet?! Com certeza! Caso ela te pergunte se deve ou não levar seu animalzinho para o ensaio, incentive-a com a certeza de que, por mais que ele te desafie, te ajudará a fazer registros únicos e de muito valor para a família!

 

10. Bem-estar da gestante

Independentemente de quem participará do ensaio e do local onde as fotos serão feitas, é essencial pensar na saúde e bem-estar da gestante!

Certifique-se, por exemplo, de que você está pedindo a ela para fazer somente poses confortáveis, de que não a fará caminhar demais, ir a lugares altos e nem correr o risco de escorregar!

Informe antecipadamente à gestante quanto tempo o ensaio durará e não espere que ela se sinta exausta para parar! Durante a sessão, pergunte se ela está se sentido bem e confortável com tudo o que você está sugerindo.

Leve e lembre-a de levar água para beber durante o ensaio!

 

11. Estabeleça confiança

É essencial conversar com a gestante ou com o casal antes da sessão, explicar como acontece o ensaio e, sobretudo, ouvir quais são as expectativas dela.

É necessário bom-senso para perceber qual é o estilo do casal sem que seja necessário perguntar isso a ele. Depois disso, fica muito mais fácil definir que tipo de foto combina ou não com este ensaio em particular!

Vale lembrar que a maioria das pessoas fica tímida diante de uma câmera. Isso é ainda mais evidente no caso de uma gestante, que estará ali exibindo parte do seu corpo para a câmera (ainda que com toda sutileza e respeito).

Por isso, é muito importante estabelecer um nível forte de confiança com a gestante antes mesmo do ensaio. Se possível, comente com ela sobre trabalhos anteriores que você já fez com grávidas, sobre como “está acostumado a fazer as pessoas se soltarem durante a sessão de fotos” etc. Tudo isso, é claro, de forma natural, despretensiosa (e não “querendo se gabar”).

Toda essa confiança conquistada refletirá muito positivamente no momento do ensaio… Fazendo com que a gestante saiba que está ali diante de um ótimo profissional e, sobretudo, de um ser humano que teve interesse em conhecê-la melhor, que entende suas vontades e quer fazer um trabalho que realmente a agrade!

 

 

12. Estimule a emoção

Durante o ensaio, é preciso estimular a emoção da gestante ou do casal! Converse sobre o momento que eles estão vivendo, sobre como descobriram a gravidez, quando e como se conheceram, se pretendem ter outros filhos etc.

É fato que, quando os futuros pais começam a pensar na chegada do bebê, se emocionam e conseguem transmitir isso em seus rostos e através da linguagem corporal. E isso tem ainda mais poder com a mulher que, nesta fase, está mais emotiva!

 

13. Elogie

Algumas mulheres não se sentem tão bonitas durante a gestação. Mas, o ensaio gestante é ótima oportunidade para ela se lembrar de sua beleza natural e, ainda, se surpreender com o “brilho especial” que somente a gravidez oferece a uma mulher.

Vale tirar as primeiras fotos e já mostrar algumas bem bonitas para ela diretamente na câmera, frisando o quanto ela é fotogênica e está bem grávida!

Elogiar realmente funciona muito bem, mas isso deve ser feito de forma natural, sem exageros…

Além disso, no caso dos fotógrafos do sexo masculino, é preciso muito bom-senso para não deixar a gestante sem graça ou causar descontentamento por parte do parceiro dela. Seja, simplesmente, gentil e verdadeiro. (Se achar que não consegue elogiar dessa forma, não elogie!)

 

14. Trajes

Esta é uma das primeiras perguntas que você vai ouvir: o que devo vestir?

A dica é orientar a gestante a não vestir “nada que esconda a barriga”. Se ela for mais tímida e disser que não deseja tirar fotos com top ou blusas curtas, não tem problema, mas oriente-a a vestir peças justas, que mostrem e valorizem sua barriga.

Mas, se a futura mãe aparecer com um vestido mais solto, por exemplo, sem problemas… Você pode pedir que ela use as mãos para ajustar levemente o vestido na barriga ou ainda, se possível, posicioná-la em um local com bastante vento (que naturalmente “desenhará o vestido” na barriga).

A roupa utilizada também deve estar de acordo com o tipo de sessão e com o local escolhido. Não vale um vestido justo e com brilho, por exemplo, para fazer fotos no campo!

De toda forma, o ideal é orientar a gestante a usar roupas com tons neutros (pois o foco não é a roupa) e optar por peças que a deixem confortável. (Se ela não se sente bem vestindo uma roupa justa, por exemplo, não insista nisso!)

Acessórios femininos como joias, cachecol e até uma tiara podem complementar o look da gestante, desde que, é claro, eles combinem com o estilo dela! Uma foto com a gestante vestindo um short jeans, um top branco e um colar casual pode ficar incrível!

Saias esvoaçantes também são muito usadas nas fotos de gestantes ao ar livre, pois tendem a evidenciar com delicadeza a feminilidade da mulher. Mas, cuidado: este tipo de peça não combina com todas as mulheres.

 

15. Acessórios

Outra pergunta que você vai ouvir muitas vezes: o que levo para a sessão de fotos?

Este é um ponto que merece muita atenção, pois existe uma linha muito tênue que separa o que é fofo e divertido do que é “brega” e de mau gosto. Especialmente quando o assunto é foto de gestante!

Se perceber que a ideia da gestante é “montar” algumas fotos que não lhe agradam (que ela viu na internet, por exemplo), explique com gentileza que aquele não é o seu estilo. É muito interessante, inclusive, mostrar a ela fotos de grávidas que você já fez, para que ela consiga entender qual é seu estilo fotográfico.

No entanto, existem, sim, acessórios que podem ser bem usados num ensaio gestante. Levar algumas roupinhas ou um sapatinho do bebê que está a caminho é válido para compor fotos bem bonitas!

Balões, flores, lousas?! Talvez. Esses itens combinam com seu estilo fotográfico? Combinam com o estilo da gestante?

Com bom gosto é possível compor lindas fotos. Mas, de toda forma, a comunicação com a gestante deve ser muito clara no sentido do que você aconselha ou não a usar durante o ensaio.

Muitos clientes chegam com uma ideia pronta, querendo “copiar” determinada foto que viram na internet. Se você não a considera adequada, explique com gentileza isso a ela: “olha, acho que este tipo de foto fica pouco natural, os itens utilizados acabam tendo mais destaque do que a gestante em si. Posso te mostrar algumas fotos do meu último trabalho para você entender melhor como pretendo guiar o ensaio?”.

E, ainda que considere a ideia adequada, lembre-se de explicar à cliente que nenhuma foto fica exatamente igual a outra, sendo apenas uma inspiração (até mesmo para que possa ser feita da forma mais natural possível).

 

16. Visual leve

Se ela questionar, sugira que a gestante faça uma maquiagem bem leve (só corretiva) para a sessão de fotos e deixe seus cabelos da forma mais natural possível.

 

17. Poses

O primeiro ponto é destacar que, qualquer pose que você peça que a gestante faça, deve ser confortável para ela. Por exemplo, em registros em que ela estará em pé, sugira que dobre um pouco os joelhos.

Além disso, não a faça ficar em pé por muito tempo, revezando esses momentos com fotos com poses sentadas.

O segundo ponto essencial é prezar pela naturalidade das poses! Você pode até pedir para ela olhar para sua barriga, por exemplo, mas certifique-se de que ela esteja fazendo isto de forma natural… Neste momento, aproveite para dar um close nos seus olhos e no seu sorriso… É algo clássico, mas que realmente funciona muito bem pela naturalidade que transmite!

Claro que as fotos tradicionais da gestante com as mãos na barriga podem (e devem) ser feitas. Mas, “acrescente algo a mais a elas”… Foque na delicadeza das mãos da gestante, por exemplo, ou em como os dedos do casal estão entrelaçados sobre a barriga da futura mãe.

Mas nunca fique focado somente nas poses com a mão na barriga! Faça também fotos da grávida com as mãos na cintura, mexendo nos cabelos, tocando no rosto do seu parceiro, entre outras! Tudo isso deve ser conduzido de forma muito leve, para que o resultado seja uma pose com aspecto natural (embora tenha sido orientada).

Propicie que a gestante converse com você e com o parceiro dela enquanto você a fotografa, sem pedir que, neste momento, ela faça uma pose em especial… Isso proporcionará registros lindos e espontâneos.

 

18. Novos ângulos

Algumas fotos clássicas, como da gestante de perfil, são muito indicadas. Faça várias, mas não fique preso a elas! Em outro momento, por exemplo, a grávida não precisa estar completamente virada para o lado, ângulos de 45° podem gerar um bom resultado.

Pense em abordagens criativas: como um close do casal se abraçando (ainda que a barriga impeça um pouco a ação, é exatamente esta a ideia), fotografe a gestante de cima (do alto de um banco ou escada, por exemplo), entre outras possibilidades.

 

19. Valorize ações simples

Em vez de pedir para o parceiro carregar a gestante, valorize ações mais simples! O caminhar da grávida em meio à natureza pode render boas fotos. A conversa descontraída entre o casal, a forma como ela ajeita o cabelo ou a peça de roupa também…

 

20. Diversão e criatividade

Fotos criativas são bem-vindas em um ensaio gestante, mas pedem cuidado especial, pois, muitas vezes, algumas ideias acabam por ultrapassar a linha tênue entre o divertido e o “brega”.

Uma foto, por exemplo, com a filha mais velha olhando para a sua própria barriga enquanto a gestante olha para a dela, pode ficar divertida e bonita, sem ser tão “forçada” (já que envolve uma criança, que costuma fazer tudo com naturalidade).

Posar na frente de uma lousa com escritos sobre o casal, a família e o bebê que está para chegar também é uma alternativa.

Enfim, tudo vai depender muito das expetativas da gestante e do seu estilo fotográfico, só lembre-se de não partir para brincadeiras de mau gosto, como, por exemplo, enchimentos colocados na barriga do homem para que ele seja fotografado ao lado da gestante, entre outras.

 

21. Desenhos na barriga

Algumas gestantes têm apostado em desenhos na barriga para fazer a sessão de fotos. Quando bem feitos, eles podem oferecer resultados legais, como acontece no caso da técnica Belly painting.

Mas, mais uma vez, isso é algo muito pessoal! Talvez você não deva dar a ideia para a gestante, mas, se ela comentar com você que gostaria, por que não fotografá-la com a barriga desenhada?!

Só lembre-se de orientá-la a procurar um bom profissional para fazer o desenho!

 

22. Silhueta

Clássica, porém, com todo seu charme! Os fotógrafos mais experientes são unânimes em dizer que fotografar silhuetas em um ensaio gestante oferece ótimo resultado! Isso porque, de forma simples, são valorizadas as curvas e a beleza natural de uma mulher grávida.

Opte por um fundo limpo, mas dramático – como a praia, por exemplo – para que a gestante realmente tenha destaque.

 

23. Preto e branco

A formalidade do preto e branco casa muito bem com a temática da gestação, proporcionando fotos cheias de simbolismo e emoção (por mais simples que sejam).

Claro que as fotos em preto e branco não devem ser maioria, mas você não se arrependerá de fazer algumas!

 

24. Um toque de sensualidade

Em alguns casos, o ensaio gestante permite um pouco de sensualidade… A mulher pode, por exemplo, cobrir partes do corpo (como os seios) com as próprias mãos e o destaque da foto fica para a barriga de grávida. Para acrescentar: um colar deixa este tipo de foto superfeminina.

Mas, é essencial que isso combine com o estilo da noiva… Se ela for muito tímida, não é uma boa ideia!

Por fim, vale ressaltar: é preciso se atentar sempre à individualidade das grávidas: algumas estão se sentido “na sua melhor fase”; outras, estão meio desconfortáveis com o corpo… Então, não se pode generalizar!

 

Conclusão

A gravidez, de fato, é um período mágico, mas que traz também muitas mudanças na forma de pensar e na aparência física da mulher. Por tudo isso, cabe ao fotografo ter muita sensibilidade para fazer uma boa sessão de fotos e oferecer um resultado que agrade sua cliente!

Individualidade. Talvez seja esta a palavra que melhor define as recomendações para um bom ensaio gestante!

É essencial considerar o estilo da grávida, entender quais são suas preferências, não “forçar cenas e situações” com a gestante e/ou entre o casal.

Ter uma boa conversa antes e durante a sessão de fotos é fundamental para deixar seus clientes à vontade, além de proporcionar registros naturalmente bonitos. Muitas vezes, a foto mais incrível de um ensaio gestante é justamente aquela feita de maneira totalmente espontânea… Enquanto ela arrumava o cabelo e dizia algo sorrindo para seu parceiro!

Ganhar a confiança e a simpatia dos clientes não é, porém, ceder a tudo o que eles dizem e não se posicionar! Você não é obrigado a fazer, por exemplo, uma “composição brega” para imitar a foto que a gestante viu e gostou na internet…

Mas, tem a obrigação de explicar com gentileza por que acha aquilo inadequado. Não diga nunca: “Isso?! Nem pensar! É muito brega”. Diga com delicadeza “que é algo ‘batido’, superficial”. Fale sobre seu estilo fotográfico e, se possível, mostre trabalho anteriores… Isso tudo vai fazer com que a cliente entenda melhor sobre seu trabalho e sobre os reias objetivos de um ensaio gestante.

O mesmo vale caso você sugira uma pose e a cliente se recuse a fazer, dizendo que aquilo “não combina com ela”. Você deverá respeitá-la e “partir para a próxima”. Enfim: como profissional, é essencial que você mostre que “está no comando”, que tem boas ideias, experiência e sabe o que está fazendo… Mas, também, que respeita os desejos dos seus clientes.

Se as fotos clássicas são válidas?! Com certeza. Mas o segredo é não ficar só nelas! Enxergue o ensaio gestante como oportunidade para contar uma história… Não faça, então, somente fotos da barriga da grávida… Destaque as principais características dela, a sintonia entre o casal e a alegria natural que envolve os futuros pais!

Seja criativo, mas com bom-senso! E lembre-se, por fim, que, num ensaio gestante, muitas vezes, “menos é mais”.

Aprenda fotografia sem pagar nada!

Aenean sollicitudin, lorem quis bibendum auctor, nisi elit ipsum, nec sagittis sem nibh id elit.

Posts mais populares

  • Carregando...
>

Faça parte do nosso grupo VIP de fotógrafos