Dicas de Fotografia Fotografia para Iniciantes

Como fotografar NEWBORN: Poses, Dicas e Cuidados 2019

Relativamente nova no Brasil quando comparada a outras especialidades, a fotografia newborn vem crescendo cada vez mais e conquistando novos adeptos. Porém, ainda carrega consigo muitas dúvidas e certos receios – tanto por parte dos profissionais, como por parte dos próprios clientes/pais.

E, não por acaso. Trabalhar com fotos newborn exige cuidados especiais, a maioria deles, é claro, relacionados diretamente com a segurança do bebê. Exatamente por isso, os pais costumam ser muito exigentes na hora de contratar um fotógrafo para fazer este tipo de fotografia – o que, naturalmente, reflete na necessidade de especialização do profissional.

Então, os profissionais que pretendem ingressar neste universo mágico, devem ter ciência, sobretudo, de que trabalhar com fotos newborn tem suas particularidades.

Particularidades estas que vão além da busca apenas pelo conhecimento da fotografia: afinal, para trabalhar com fotos newborn, é essencial entender pelo menos um pouco sobre a anatomia e fisiologia do recém-nascido, utilizar técnicas e acessórios para newborn adequados e, principalmente, estar 100% atento à segurança do bebê.

Com certeza você conhece alguns fotógrafos que se arriscaram a fazer fotografia newborn nos últimos anos. Mas, quantos permaneceram e prosperaram na área? Quantos trabalham, hoje, com ensaio newborn por amor? Quantos têm apresentado resultados realmente satisfatórios?

Não é porque você se considera, por exemplo, um ótimo profissional de ensaio gestante que pode afirmar que está totalmente preparado para fazer fotos newborn. Assim como o fato de ser iniciante não impede um fotógrafo de começar a trabalhar neste mercado promissor. A questão está exatamente em “se abrir para o novo”, aceitar a necessidade de estudar fazendo cursos de fotografia e se especializar na área.

E engana-se quem pensa que estar preparado para fotografar o recém-nascido significa apenas ter em mãos os acessórios para newborn, como pufe, cesto, mantas, gorrinhos. Ou ainda, quem pensa que o ensaio newborn prevê simplesmente o planejamento de “poses clichês”. Embora esses fatores sejam, sim, importantes, há muito mais para se levar em conta.

Pensando nisso, reunimos abaixo considerações valiosas de fotógrafos renomados que utilizam os serviços de edição da SpeedUpFlow e já têm a expertise de realizar ensaios newborn com paixão, responsabilidade e bom gosto.

Fotos Newborn: alinhando as expectativas junto ao cliente

Até mesmo por ser uma especialidade reativamente nova dentro da área da fotografia, muitos pais, quando procuram um fotógrafo, não sabem muito bem o que esperar de um ensaio newborn. Enquanto outros podem estar esperando “algo diferente” do que você pretende/está acostumado a fazer.

Neste sentido, alinhar as expectativas junto ao cliente é passo essencial. Isso porque, o ensaio newborn pode ser feito de fotos posadas, feitas em estúdio, o que é o mais comum hoje. Porém, pode ser constituído também dentro de uma abordagem mais casual, capturando imagens da rotina do recém-nascido em sua casa, com os pais e a família (chamada também de ensaio newborn lifestyle).

Neste sentido, para fotógrafos que ainda estão ingressando neste universo, é interessante definir: como vou trabalhar? Vou só fazer fotos em estúdio ou estou aberto a fazer os dois tipos de ensaio?

E no momento da conversa com os possíveis clientes, vale a pena esclarecer as diferenças entre os tipos de ensaio e saber exatamente o que eles esperam (ainda que isso signifique, em alguns casos, perder o serviço).

No decorrer deste artigo, focaremos em dicas mais específicas para fotos newborn posadas, que devem ser feitas, de forma geral, nas primeiras duas semanas de nascimento, quando o bebê ainda é bem “sonolento” e seu corpinho, bem maleável. Tais fotos são feitas geralmente em estúdio ou, em alguns casos, na casa do bebê.

Este tipo de ensaio foca na pureza e perfeição do bebê, que tem os detalhes do seu corpo e a harmonia de suas posições evidenciados por acessórios para newborn, tais como mantas, toucas, tiaras, entre outros.

O bom trabalho do fotógrafo neste tipo de ensaio newborn já entra, aliás, no sentido de criar fotos que, por mais que sejam baseadas em poses, evidenciem a naturalidade proveniente do bebê, que tenham sempre um diferencial. (Caso contrário, todos os bebês sairiam praticamente “iguais” em fotos newborn).

Atenção aos cuidados básicos

Em outras áreas da fotografia, falar em cuidados básicos pode se referir aos cuidados com a escolha e/ou com o manuseio de equipamentos, por exemplo. Porém, dentro da fotografia newborn, a maior atenção diz respeito à segurança do recém-nascido.

O estúdio ou local onde for realizada a sessão deve ser estar corretamente higienizado, assim como todos os acessórios utilizados.

A higiene pessoal também é fundamental aqui: tenha a certeza de estar com roupas limpas, cabelos presos (se possível/necessário), unhas cortadas e limpas.

A temperatura do ambiente deve estar entre 28 a 30 graus, mas é importante ficar sempre atento caso o bebê demonstre frio ou calor. Isso significa que é muito importante ter um termômetro, um aquecedor e um umidificador de ar em seu local de trabalho.

Todos os acessórios newborn devem ser feitos de materiais seguros para o bebê. Os cestos, por exemplo, precisam ter base larga, para garantir maior estabilidade; os tecidos utilizados devem ser totalmente macios; entre outros pontos.

O bebê deve ser alimentado antes de se iniciar a sessão, isso garantirá que ele fique mais tranquilo e feliz.

Estude (muito) sobre a fisiologia e anatomia do bebê. Uma pose mal executada pode machucar o recém-nascido, ou – na “melhor das hipóteses” – irritá-lo e fazê-lo chorar muito.

Conte com a ajuda de um assistente, que auxiliará você a lidar com o bebê, com os acessórios e equipamentos necessários, além de ajudar a evitar algum acidente (já que o recém-nascido pode acordar a qualquer momento durante a sessão e querer se movimentar).

Tenha ciência de que muitas poses comuns em ensaios newborn são, na verdade, produtos de fusão de imagens. Então, saiba reconhecer que tipo de pose é ou não possível fazer com o recém-nascido.

Os fotógrafos mais experientes em fotos newborn são unânimes em dizer: inspirações são sempre bem-vindas, mas tudo tem limite. Nem todos os bebês ficarão confortáveis em todas as poses, então tenha a sensibilidade de reconhecer isso e, se for o caso, “partir para a próxima pose”.

A dica para os fotógrafos iniciantes, aliás, é começar pelas poses mais simples. Depois, com a experiência adquirida, além de novos estudos, naturalmente será possível evoluir para poses mais complexas.

Outro cuidado diz respeito à saúde do fotógrafo e do seu assistente: em casos de resfriados, gripe ou qualquer sintoma ainda não identificado, vale remarcar a sessão.

Saiba também que a sessão de fotos pode demorar. Isso varia muito de bebê para bebê, pois é essencial que o ritmo da criança (sono, mamada, troca de fraldas etc.) seja respeitado. Assim, reserve, em média, quatro a cinco horas do seu dia para esse trabalho.

Lembre-se também de informar os pais do bebê sobre o tempo que poderá demorar a sessão de fotos. Assim eles também poderão se programar.

Uma dica básica, mas que faz toda a diferença, é utilizar em seu estúdio sons calmos, que remetam ao som do útero. Isso ajuda a acalmar o bebê e a deixar o ambiente mais propício para a sessão. Pequenos cuidados como este são também muito apreciados pelos pais e podem ser um diferencial no seu trabalho!

Outro aspecto a se considerar diz respeito ao contrato, que, é claro, é essencial em qualquer tipo de trabalho. Porém, neste caso, por se tratar de fotos de crianças, é muito importante que você elabore um termo de autorização de uso da imagem do bebê, caso pretenda usar seu trabalho para exposição em blogs, sites ou em qualquer tipo de publicidade. Atente-se a isso para evitar problemas futuros… Tudo o que é conversado/acertado “não sai caro”.

13 dicas para fotos newborn: poses, acessórios e orientações

Após as considerações mais genéricas, reunimos abaixo as principais dicas para fotos newborn, incluindo as poses e os acessórios mais utilizados neste tipo de ensaio.

Claro que esse “guia” não precisa ser seguido “ao pé da letra” por você, em todos os ensaios que fizer, mas traz ótimas dicas especialmente para quem está ingressando nesta área.

Tais poses são “básicas” e servem como um guia para que nenhum fotógrafo iniciante na área “fique perdido” sem saber por onde começar a fotografar o recém-nascido. Porém, vale lembrar, cada bebê tem sua individualidade e “novas poses” naturalmente surgirão ao decorrer do ensaio.

Além disso, com o tempo de prática, você provavelmente se sentirá mais preparado para fazer novas poses – claro que sempre levando em conta a segurança e o conforto do bebê.

  1. Organize seus acessórios para newborn

Não adianta “sair comprando tudo o que vê pela frente”. Monte kits de acessórios a serem utilizados já com algumas composições “em mente”, utilizando, assim, os “posicionadores” (caixotes, gamelas, cestos, baldes), acessórios pessoais (roupinhas, tiaras, gorros etc.) e acompanhamentos gerais (mantas, wrap, entre outros).

Claro que, com o tempo, você deve ir aumentando seu portfólio, adquirindo novos acessórios que venham para somar na sessão de fotos. Porém, é sempre bom pensar estrategicamente, até mesmo para fazer composições de bom gosto.

Uma dica legal é fotografar as combinações de acessórios e usar como um “catálogo” para os pais escolherem e/ou terem uma ideia de como ficarão as fotos do bebê.

  1. Conte com o pufe

Um acessório merece destaque em especial, o pufe. Isso porque, mais de metade das fotos newborn provavelmente serão feitas sobre ele, que se mostra seguro e confortável para o bebê.

Com o pufe e, utilizando-se das diferentes composições de mantas e outros assessórios, você consegue uma variedade enorme de fotos do bebê, sem que seja necessário movimentá-lo muito.

Isso não quer dizer, porém, que outros elementos estão dispensados. Mas, sim, que o pufe é um objeto-chave, que será seu grande aliado no ensaio newborn.
Isso não quer dizer, porém, que outros elementos estão dispensados. Mas, sim, que o pufe é um objeto-chave, que será seu grande aliado no ensaio newborn.

  1. Enrole o bebê em um tecido macio

Uma foto clássica, mas que tem todo seu charme. Lembre-se de usar um tecido macio, com tamanho de aproximadamente 40 X 140 cm.

Além de garantir fotos lindas, enrolar o recém-nascido no wrap ajudará ele a ficar tranquilo… E, se ainda não tiver dormido, ele provavelmente dormirá.

O melhor de tudo é que esta posição inicial permite que sejam enrolados outros tecidos (de outras cores) por cima, permitindo criar diferentes composições (trocando apenas a tiara e a manta, por exemplo).

Use a criatividade e abuse também de acessórios como gamela, cestos etc. Como o bebê ainda está envolvido no wrap, é fácil de trocá-lo de local, o que permite composições incríveis.

  1. Aposte na pose “saco de batata”

Pose conhecida, um pouco mais trabalhosa, mas que sempre encanta. O bebê fica enroladinho no wrap como se tivesse em pé.

Para isso, é necessário fazer uma fusão de duas imagens: uma segurando a parte de cima da cabeça ou a nuca do bebê; e a outra, segurando embaixo do queixinho.

Para este tipo de pose, o mais recomendado é enrolar o bebê em dois tecidos, o que ajudará a mantê-lo mais firme: o primeiro tecido deve ser liso, bem macio e confortável; e o segundo pode ser um pouco mais “trabalhado”, pois ajudará no acabamento e na composição da foto em geral.

O bebê pode ser posicionado então em um pufe ou na gamela, por exemplo, desde que ele seja colocado em um pequeno “buraco”, de forma que fique bem “encaixado”. (Isso não significa, porém, que você poderá deixá-lo ali sozinho. Exatamente por isso a fusão das imagens se faz necessária neste tipo de pose).

  1. Desenrole

Depois de usar a criatividade fazendo lindas fotos do bebê “enrolado”, é hora de fazer o contrário.

Desenrolar o wrap permite fotos únicas e encantadoras, pois tudo depende de como o bebê vai se posicionando com o afrouxamento do tecido… Vale a pena focar, por exemplo, na posição das mãozinhas e dos pezinhos etc.

  1. De barriga para cima e de lado: abuse dos diferentes ângulos

Depois de desenrolar completamente o bebê, é hora de partir para fotos de barriga para cima e de lado. Estas são poses tradicionais, simples, mas que trazem resultados satisfatórios.

Mas, mais do que isso, a dica é variar ângulos, se atentar a detalhes! Vale destacar, por exemplo, a suavidade do rostinho do bebê; a delicadeza de como as mãozinhas se tocam; e, num outro momento, a composição em geral dependendo da forma como o recém-nascido estiver deitado.

  1. Aposte na pose bum up (ou barriga para baixo)

Pose também famosa, mas que exige atenção aos detalhes. As perninhas do bebê devem ser cruzadas contra sua barriga, permitindo que o cotovelo se una ao joelho.

O bebê é, então, posicionado no pufe, de barriga para baixo. Uma das mãozinhas fica embaixo da bochecha ou do queixo, servindo de “suporte para a cabecinha”.  Já o outro bracinho, deverá ficar ao lado do bebê (e não embaixo).

Toalhas podem ser colocadas por baixo da manta principal, funcionando como um suporte (uma pequena elevação) para a cabecinha do bebê.

  1. Tente a pose do sapinho (ou queixinho)

Muito pedida pelos clientes, esta imagem também é fruto de fusão. Aliás, é uma pose que exige bastante técnica. Mas, quando feita com cuidado e competência, traz um resultado encantador.

As mãos do recém-nascido devem estar posicionadas embaixo do queixo, deixando os punhos e cotovelos unidos e os pés posicionados atrás do cotovelo.

Para isso, primeiramente é feita uma foto segurando delicadamente a cabeça do bebê, para que ela fique “retinha”. E, depois, uma segunda foto segurando os bracinhos da criança bem próximos.

É sempre bom deixar claro para os pais que esta é uma pose complexa, que pode resultar em uma linda imagem, mas que, em alguns casos, “pode não ficar legal”. Ou seja, não é possível fazê-la com todos os bebês.

  1. Aposte na pose da cabeça sobre as mãozinhas

Esta é, na verdade, uma variação mais simples da pose do sapinho. Uma mãozinha é colocada sobre a outra dando apoio à cabeça do bebê, que está deitado de barriga para baixo no pufe.

Para um resultado legal, a dica é colocar uma toalha dobrada por baixo da manta, que servirá de suporte para os bracinhos, fazendo com que o rostinho do bebê “não enterre” na manta.

  1. Conte com um cesto

Outro acessório que merece destaque é o cesto. Posicionar o bebê de barriguinha para cima e com as pernas cruzadas dentro de um cestinho traz sempre ótimos resultados e permite diferentes composições.

Um cuidado é nunca deixar o sexo à mostra e preencher o cesto com toalhas por baixo das mantas, a fim de manter o bebê confortável e na posição certa.

  1. Treine

Uma dica unânime entre os profissionais que já trabalham com fotos newborn é: treinar. Hoje, é possível encontrar à venda bonecos articulados perfeitos para treinamento de poses fotográficas.

Além de possuírem as articulações de acordo com anatomia real de um bebê, esses bonecos possuem aparência bastante realista, o que permite uma maior noção fotográfica. Pode-se, inclusive, colocar adereço neles, testar técnicas de iluminação e configurações da câmera ao fotografá-los etc.

  1. Defina os equipamentos necessários

Não há regras. Trabalhe com câmera profissional e equipamentos que já te deem segurança. Uma lente primária, que provoca menos distorção, pode ser bem interessante. Um rebatedor de luz pode ajudar a aproveitar a iluminação natural.

É válido ainda usar uma lente de macro para tirar fotos de close-up, por exemplo, de mãozinhas, pezinhos e outros detalhes do bebê.

Tendo um boneco articulado, aliás, você poderá fazer vários testes em seu estúdio, usando técnicas de iluminação e diferentes configurações da câmera.

  1. Inspire-se, mas…

Inspirações são sempre bem-vindas, ainda mais no caso de um ensaio newborn, que é baseado em poses.

Porém, vale lembrar sempre que as melhores imagens não são planejadas, mas, sim, inspiradas pela singularidade de cada bebê. São ainda fruto de um olhar atento e sensível do fotógrafo!

Por isso, esteja preparado para se render a covinhas, olhos grandes ou pequenos, pernas gordinhas ou magrinhas, muitos ou poucos fios de cabelo… Enfim, saiba destacar a beleza de um bebê!

Esteja atento também a expressões, como sorrisos, “biquinhos”, bocejos… Elas sempre rendem ótimos registros.

Conclusão

Por fim, se você é iniciante neste universo, não tenha medo de começar pelas poses básicas com medo de “não conseguir um resultado diferente”. Lembre-se que cada pose permite inúmeras composições. Tudo isso, somado ao seu olhar e à singularidade do bebê, garantirá fotos newborn incríveis e únicas.

Depois de todas essas considerações e dicas, aceita um conselho?

Tenha a certeza de que este é um mercado promissor, mas ingresse neste universo da fotografia newborn, sobretudo, por paixão… Pois ela é essencial.

Claro que, não somente nesta área da fotografia, mas, talvez, nesta em especial: pois, ao fotografar recém-nascidos, lidamos com a fragilidade de uma vida, com as expectativas e preocupações de pais, bem como com o encantamento que normalmente se espera de fotos newborn.

Para tudo isso, são necessários: conhecimento geral sobre fotografia, dedicação, cuidados, treino e muita paixão pelo que se faz!

Aprenda fotografia sem pagar nada!

Aenean sollicitudin, lorem quis bibendum auctor, nisi elit ipsum, nec sagittis sem nibh id elit.

Posts mais populares

  • Carregando...
>

Faça parte do nosso grupo VIP de fotógrafos